Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

O Empresário e o Marketing Digital

Meu nome é Edson Alcantara e talvez você já saiba que sou fundador da agência 2litros. Há pouco tempo comecei a escrever para este blog, pois sempre quis falar sobre minha visão do que é o marketing digital e como ele pode agregar a você empresário, mais especificamente ao seu negócio.

Existe uma cultura de que investir em marketing ou publicidade é para grandes empresas, só empresas que faturam muito podem investir nisso. Isso se dá porque muitas empresas começam de forma familiar e já possuem clientes fixos e estão confortáveis com isso. Um pensamento do tipo: “Não preciso me esforçar mais, já tenho a clientela que preciso para sobreviver”.

Por um certo tempo eu imaginei que conseguiria fazer minha empresa sobreviver com o que já tinha e as indicações. Muitos passam por isso, eu sei. Mas, para que você pense, uma empresa para crescer precisa de clientes e estamos vivendo uma época que querer sobreviver é muito pouco. Assim o mercado irá te engolir, acredite!

Será que me acomodei?

Estamos vivendo uma crise, isso é inegável. Mas também é inegável que não é a primeira vez. Estou ouvindo muita gente falando que deveria ter se preparado melhor para esse momento. Não investi em marketing quando podia, agora não tenho dinheiro para fazer isso”.

Acho que chegou a hora de aprender e talvez seja pela dor. Eu mesmo acho que poderia ter investido mais. E não falo de dinheiro apenas, falo de tempo, divulgar exige tempo, esforço e, claro, dinheiro.

Se você chegou até aqui talvez seja porque está se imaginando nesse cenário, não é mesmo? Vou ajudá-lo.

Como mudar a cultura do marketing na minha empresa?

Se você quer perder peso, normalmente vai reeducar sua alimentação, irá contratar um personal ou ao menos se matricular na academia. Frequentará as aulas, será regrado, terá regularidade e todas as manhãs irá se pesar para conferir o resultado.

No marketing digital não é diferente. Acredite!

Trace objetivos agressivos de vendas ou aquisição de clientes para seu negócio. Assim, caso não consiga alcançar totalmente, já pode ter certeza que progrediu, e isso é bom.

Entenda quem é seu cliente de verdade. E não me venha com a resposta padrão: TODO MUNDO, pois não é verdade. Defina ao menos um perfil do seu público-alvo. O próximo passo é a criação de uma persona.

Exemplo de persona para marketing digital

João, 24 anos, namora há 2 anos e ganha R$ 2.500,00 de salário, se formou em direito, quer muito trabalhar em um escritório com profissionais renomados e sonha em viajar 2x por ano.

Pronto, já podemos ter uma ideia de que João pode ter pretensões de se casar num futuro próximo, que ele provavelmente frequenta semanalmente restaurantes com sua namorada, se esforça para se vestir bem, pois faz parte da “etiqueta” e que provavelmente planeja fazer alguma viagem em casal. Ele é um consumidor, mas ele não consome de tudo, ninguém consome.

Agora faça um benchmarking

Analise se seus concorrentes possuem site ou perfis nas redes sociais, como se apresentam, como se comunicam por eles. Se achar necessário faça uma planilha, coloque de forma organizada o que cada um tem e não tem, e adicione sua própria empresa junto a elas. Assim conseguirá perceber o que está faltando em sua própria comunicação.

Em seguida vamos para o plano de ação

O plano pode ser composto por:

  • O que já tenho e não preciso mudar;
  • O que não tenho ou preciso mudar;
  • Ferramentas que precisarei utilizar (criar perfil empresarial no Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin, Pinterest, TikTok, Blog, Canal no Youtube, Campanha no Google Ads, trabalhar o SEO do seu site, disparar e-mail marketing, implantar uma ferramenta de automação, usar um CRM, etc);
  • Definição de prazos para execuções pontuais e calendário para publicações nas mídias sociais e disparos de email marketing;
  • Quantas vendas ou contratos preciso para alcançar a meta;
  • O que consigo fazer sozinho (internamente na empresa) e o que preciso de ajuda (agência de marketing).

Melhor que perfeito é feito

Chegou a hora de partir para ação, pois como disse Joel Barker: Uma visão sem ação não passa de um sonho. Ação sem visão é só um passatempo. Mas uma visão com ação pode mudar o mundo.

Não fique pensando no momento ideal para começar sua campanha de marketing digital, há quem diga que o momento ideal é ontem. Análise, planeje e comece. Não tem como não dar certo, começar já será um avanço em comparação à sua posição de ontem.

Analisar os resultados

Quando eu digo que não tem como não dar certo, estou querendo dizer que sem fazer algo sua empresa também não vai evoluir. Então comece.

Também precisamos saber medir os resultados e segundo a Rock Content as melhores métricas a serem medidas são:

  • Visitas e tráfego
    • Número total de visitas
    • Número de visitantes recorrentes
    • Fontes de tráfego
    • Tráfego em dispositivos móveis
  • Métricas de conversão
    • Total de conversões
    • Taxa de cliques
    • Conversão de novos visitantes x visitantes recorrentes
  • Métricas de receita
    • CAC — Custo de aquisição por cliente
    • LTV — Lifetime value
    • MRR — Receita mensal recorrente
    • ROI — Retorno sobre investimento

Em breve publicarei conteúdo falando mais sobre cada um deles, mas, em resumo, você precisa entender quem visita o seu site, seus perfis nas mídias sociais, como eles convertem (compram seu produto ou serviço) e como está o resultado financeiro da sua campanha.

Essa dinâmica que apresentei tem ajudado meus negócios e dos meus clientes.

Desejo sucesso para o marketing da sua empresa e, principalmente, que isso se torne uma cultura de sucesso que todos nós possamos compartilhar.

Os comentários estão fechados, mas você pode deixar um trackback: Endereço do Trackback de seu post.

Scroll Up