Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Sua empresa é diferenciada?

Mais do que nunca os gestores são desafiados a serem diferenciados. Nas negociações, tomadas de decisão, tato com a equipe, com planilhas e até como se portar nas mídias sociais. Dinamismo não é mais um opcional de gestores competentes, mas sim uma exigência. É o mínimo que todos querem deles.

Talvez essa cruel realidade se dá pela velocidade que as informações são compartilhadas atualmente, aumentando o conhecimento do cliente, que por sua vez exige mais das empresas e dos colaboradores. Está tudo muito rápido, não é mesmo?

Em uma das últimas videoconferências da 2litros debatemos sobre o futuro da empresa. Falamos de nosso escritório, trabalho home-office, qualidade das entregas, clientes e 2021. Foi realmente uma imersão sobre o que somos como empresa e o que queremos oferecer como resolvedores de problemas.

Se você é gestor quero te propor um exercício.

Olhe e faça uma autocrítica sobre os seguintes aspectos da sua empresa:

1. Você e seu time sabem realmente o que estão fazendo?

Parece simples, mas não é. Você e seu time entendem que estão vivos como empresa porque resolvem alguma dor do seu cliente?

2. Você se importa com seus colaboradores?

Você sabe os gostos do seus colaboradores? Seus hobbies? Como estão se sentindo nesse momento de insegurança? Sabe se eles realmente gostam de fazer o que fazem? Antes de serem colaboradores são pessoas. Nunca se esqueça disso.

Trabalhe para satisfazer seus clientes, mas primeiramente sua equipe pois seu cliente perceberá facilmente se sua equipe está feliz em atendê-lo. Isso é crucial para uma relação duradoura entre as empresas.

Satisfazer sua equipe não significa dar regalias, mas compartilhar responsabilidades, vitórias, derrotas, confiar neles e, acima de tudo, apresentar um propósito.

3. Sua empresa está verdadeiramente preocupada com o cliente?

Não estou dizendo para você perguntar para seu atendimento informar se o cliente está feliz ou não para então enviar a fatura, mas se vocês se importam com seu cliente, se realmente se preocupam em como eles estão se sentindo com sua prestação de serviço e, se possível, como ele está como pessoa.

Lembre-se que até empresas que fornecem produtos e serviços B2B tratam com pessoas.

4. Você gestor está preparado para a pós-pandemia?

Pessoalmente, digo que esse momento exigiu algumas quebras de paradigmas referente a forma de trabalho da agência. E isso está sendo muito bom.

Recebi um feedback interno sobre como estamos indo bem com a organização de nossas atividades. Nossos clientes só sabem que estamos trabalhando home-office quando nos perguntam, mas tudo está correndo na maior normalidade possível. E, particularmente, acho que melhoramos muito nesse período.

Aqui somos uma empresa para o mundo e não uma empresa presa em alguns metros quadrados de tijolos e dry-wall. É incrível perceber isso.

Já comentei em outro texto sobre como avançamos no comercial da agência, mas e você, avançou em algo? Caso não, te afirmo com toda a certeza que ainda dá tempo. Mexa-se e comece ontem mesmo!

5. Sua empresa é escalável?

Aqui te convido a analisar se a sua empresa é uma das que conseguem multiplicar seus ganhos sem precisar aumentar demasiadamente os custos e estrutura, seja física ou de colaboradores.

Caso perceba que não, comece a imaginar o que poderia agregar ou quais problemas dos clientes poderiam ser solucionados para que sua empresa seja escalável.Caso você seja daqueles gestores que gostam de progredir tenho certeza que após analisar os pontos acima você se sentirá incomodado para realizar algumas mudanças em sua empresa.

Depois me conta como foi, combinado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up