Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

10 motivos para ter um e-commerce

Se você já trabalha com venda de produtos ou se pretende trabalhar, tenho certeza que já passou pela sua cabeça a ideia de ter um e-commerce. E não era para ser diferente, há tempos os hábitos de consumo estão mudando e rapidamente.

A praticidade de comprar pela Internet também é percebida por quem vende. Você sabia que existem e-commerces que nem mesmo possuem estoque físico próprio? Essa modalidade é conhecida como Dropshipping.

Mas vamos ao que interessa. Abaixo elenquei 10 motivos para você tirar do papel o plano de ter um e-commerce:

1. Não tem barreira geográfica

Sua loja é online, portanto você pode vender para qualquer lugar. Não existem limites para quem e onde vai vender, mas saiba que precisará se preocupar com a entrega e, normalmente os Correios já fazem esse trabalho dentro do território nacional.

Normalmente basta cadastrar o produto em seu e-commerce informando as dimensões e peso, assim a integração da sua loja virtual e os Correios já se encarregam em apresentar o custo do frete ao cliente.

2. Venda 24 horas durante 365 dias por ano

Já ouviu falar que para enriquecer você precisa arranjar uma forma de ganhar dinheiro enquanto dorme? Essa talvez seja uma solução, pois normalmente uma loja física possui horário de abertura e fechamento, algo que não temos em um e-commerce. Ele será sua loja aberta 24 horas.

3. Conheça os hábitos de compra do seu cliente

Em comparação a uma loja física, o e-commerce facilita muito a forma como analisamos as vendas. Com um bom e-commerce você conseguirá medir os produtos mais vendidos, clientes com mais frequência de compras, além de cruzar dados para entender o comportamento de cada cliente. Isso ajudará em futuros lançamentos de produtos e ações de publicidade.

4. Sua liberdade

Trabalhe e venda de onde estiver. Não pense que ter um e-commerce é uma tarefa fácil, muito pelo contrário. Mesmo oferecendo grandes vantagens em comparação à loja física, sendo uma delas poder trabalhar de onde estiver, basta ter um computador com Internet, um e-commerce é algo que exigirá organização e principalmente dedicação.

5. Investimento inicial reduzido

O custo de iniciar um e-commerce é muito menor que o de uma loja física, pois não terá custos de aluguel, reformas, prateleiras, caixa registradora, iluminação, segurança, entre outros itens.

Você precisará apenas comprar uma plataforma de vendas online, investir em um bom servidor para garantir o bom desempenho de seu e-commerce e ter um serviço de Internet estável.

6. Divulgue de forma ágil

Atualmente é muito prático vincular seu e-commerce em plataformas como o Google Shopping. Ela possibilita que seus produtos apareçam nos resultados de busca, juntamente com outra lojas.

Outra forma de divulgar seus produtos é no Instagram. Ele permite que você publique uma imagem marcando nela um determinado produto e ao clicar na imagem ele mostra o preço e link para acessar este item em seu e-commerce.

7. Conveniência

Quero deixar claro que você não precisa ter uma loja física e um e-commerce, mas para quem já possui um estabelecimento físico imagine a comodidade que é oferecer para seus clientes atuais a possibilidade de receber seus produtos no conforto de sua casa.

8. Seja mais competitivo

Milhares de empresas já vendem por meio de e-commerce, então já possuem alguma vantagem competitiva sobre seu negócio. Que tal se igualar a elas e pegar uma fatia deste bolo?

9. Você também pode vender em outros e-commerces

Já ouviu falar dos marketplaces? Imagine vender seus produtos em e-commerces de grandes marcas, como Magazine Luiza e Americanas.com, por exemplo?

Busque contratar uma plataforma que ofereça a opção de vincular automaticamente seus produtos nesses marketplaces.

10. O cliente paga como quiser

Normalmente um e-commerce é vinculado a plataformas de pagamento, também conhecidas como Geteway de pagamento, PagSeguro, PayPal e Cielo. Você se preocupa em disponibilizar o produto e quem se encarrega em autorizar a transação são elas. Em seguida irão te repassar os valores, descontando uma porcentagem das vendas.

A grande vantagem está em possibilitar que seu cliente possa pagar via boleto, cartões de crédito à vista ou parcelado.

Bônus: Venda sem estoque próprio

Como já comentei no começo deste artigo, existe uma modalidade conhecida como Dropshipping. Ela consiste na venda sem estoque próprio, ou seja, você será responsável apenas pela venda, sendo o processo de separação do produto e encaminhamento para o cliente de total responsabilidade do fornecedor.

Os comentários estão fechados, mas você pode deixar um trackback: Endereço do Trackback de seu post.

Scroll Up